quarta-feira, 26 de setembro de 2007

RELAÇÕES INTERNACIONAIS


DICA DE LIVRO
Você tem que ler...
Prós e Contras da Globalização
David Held e Anthony McGrew

Second Life


O estilista Giorgio Armani abriu uma loja no mundo virtual Second Life, seguindo o modelo de sua loja principal em Milão. O anúncio foi feito nesta quarta (26) por sua empresa, em comunicado à imprensa. O grisalho Armani vai enviar um avatar dele próprio para festejar a inauguração da loja. "Finalmente, poderei realmente estar em dois lugares ao mesmo tempo", comentou o estilista sempre muito ocupado, que nesta segunda (24) lançou um telefone celular. Os moradores do Second Life poderão comprar artigos de Armani virtualmente com dólares Linden, a moeda do mundo virtual, ou então poderão conectar-se diretamente do Second Life com sua loja on-line recém-lançada.
Cada vez mais estamos ligados ao computador, hoje você namora, faz compras, viaja, bate papo com os amigos... como se não bastasse... agora vc pode ter seu clone no Second Life... ummmm, apesar de ser uma ferramenta super importante a nível de globalização; a preocupação é onde isso vai parar???

RELAÇÕES INTERNACIONAIS


Rodada Doha
São Paulo - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse na noite de hoje (25) que também acredita na possibilidade de a Rodada Doha, da Organização Mundial do Comércio (OMC), ser concluída neste ano. Nos Estados Unidos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou estar"convencido"de que o acordo possa ser fechado em 2007.
“É possível até que seja mais fácil, a partir desse encontro nos Estados Unidos, este destravamento começar pelos americanos do que pelos europeus, que têm um fechamento de mercado e protecionismo para produtos agrícolas e pecuários às vezes maior do que os Estados Unidos”, afirmou o ministro, que participou da 41º Convenção da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).
Miguel Jorge comentou ainda a queda na cotação do dólar, que voltou a ficar abaixo de R$ 1,90 e fechou hoje em R$ 1,861. “Isso ajuda as empresas brasileiras, porque elas têm importados. Se a gente verificar a pauta de importações das empresas, elas têm importado basicamente máquinas e equipamentos. Isso significa que a indústria brasileira está comprando para aumento da capacidade de produção, aumento da produtividade e modernização da indústria”, disse.
De acordo com o ministro, isso “afasta, a médio e longo prazo, o risco de inflação de demanda” e “faz com que as empresas tenham capacidade de competir”.
Também participaram do encontro organizado pela Abras o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e o ministro Altemir Gregolin, da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca.
Fonte:Elaine Patricia Cruz Repórter da Agência Brasil

Manhattan



...very nice!!!

Balança Comercial


Na 3ª semana de setembro, a balança comercial apresentou exportações de US$ 3,272 bilhões e importações de US$ 2,858 bilhões, resultando em superávit de US$ 414 milhões. Até a 3ª semana de setembro, as exportações acumulam US$ 9,897 bilhões e as importações, US$ 7,817 bilhões, com superávit de US$ 2,080 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 112,331 bilhões e as importações, US$ 82,738 bilhões, com saldo positivo de US$ 29,593 bilhões.
ANÁLISE DO MÊS
Nas exportações, comparadas as médias até a 3ª semana de setembro/2007 (US$ 706,9 milhões) com a de setembro/2006 (US$ 628,9 milhões), houve aumento de 12,4%, motivado pelo crescimento nas vendas das três categorias de produtos: manufaturados (+21,6%, de US$ 328,1 milhões para US$ 398,8 milhões, por conta de plataforma para exploração de petróleo, aviões, tratores, motores e geradores, pneumáticos, máquinas e aparelhos para uso agrícola, veículos de carga e chassis com motor), semimanufaturados (+4,5%, de US$ 87,1 milhões para US$ 91,0 milhões, com crescimento, principalmente, nas exportações de ferro-ligas, óleo de soja em bruto, catodos de cobre, semimanufaturados de ferro/aço e catodos de níquel) e básicos (+2,3%, de US$ 200,2 milhões para US$ 204,7 milhões, principalmente, milho em grão, algodão em bruto, carne de frango e bovina e soja em grão). Relativamente a agosto/2007, as exportações apresentaram ampliação de 7,7% (de US$ 656,6 milhões para US$ 706,9 milhões), devido ao crescimento de manufaturados (+20,8%, de US$ 330,0 milhões para US$ 398,8 milhões) e semimanufaturados (+2,1%, de US$ 89,1 milhões para US$ 91,0 milhões), enquanto os básicos apresentaram retração de -8,1% (de US$ 222,9 milhões para US$ 204,7 milhões).
Nas importações, a média diária até a 3ª semana de setembro/2007, de US$ 558,4 milhões, ficou 37,7% acima da média de setembro/2006 (US$ 405,5 milhões) e 11,0% superior a agosto/2007 (US$ 502,9 milhões). No comparativo com setembro/2006, aumentaram os gastos, principalmente, com veículos automóveis e partes (+64,3%), siderúrgicos (+63,4%), combustíveis e lubrificantes (+57,4%), cobre e obras (+49,6%), equipamentos mecânicos (+41,5%) e borracha e obras (+39,1%). Em relação a agosto/2007, houve crescimento nos seguintes produtos: combustíveis e lubrificantes (+37,6%), cobre e obras (+21,6%), plásticos e obras (+15,9%), veículos automóveis e partes (+15,3%) e equipamentos eletroeletrônicos (+13,6%).
Fonte: Secex

terça-feira, 25 de setembro de 2007

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

AQUECIMENTO GLOBAL

Aplausos para iniciativas de empresas privadas explorando o tema. Ontem tive uma noite super agradável no morro da urca... ao som do nosso ministro da cultura, pessoas bonitas se reuniram a convite do amigo Marcelo Duque, em prol do perigo do Aquecimento Global no planeta; estava tudo perfeito!... Gilberto Gil recebeu convidados como Sandra de Sá que rapidamente falou sobre o Protocolo de Quioto. Na saída ganhei um lindo vazinho com uma muda de Ipê. Que bacana!!! Temos que nos conciêntizarmos... e ter muito respeito a natureza!

O Aquecimento Global é hoje uma das maiores ameaças à vida, um fenômeno climático de grande proporção, que está causando o aumento da temperatura média da superfície terrestre nos últimos 150 anos. No site da Uol, saiu uma notícia sobre o relatério da ONU que diz ser; "muito provável", com mais de 90 por cento de probabilidade, que atividades humanas, principalmente a queima de combustíveis fósseis, expliquem a maior parte do aquecimento nos últimos 50 anos.
Pesquisadores do CLIMA mundial afirmam que este AQUECIMENTO GLOBAL está ocorrendo em função do aumento de poluentes, principalmente de gases derivados da queima de combustíveis fósseis (gasolina, diesel etc), na atmosfera. Estes gases (ozônio, gás carbônico e monóxido de carbono, principalmente) formam uma camada de poluentes, de difícil dispersão, causando o famoso efeito estufa. O desmatamento e a queimada de florestas e matas também colabora para este processo. Os raios do sol atingem o solo e irradiam calor na atmosfera. Como esta camada de poluentes dificulta a dispersão do calor, o resultado é o aumento da temperatura global. Embora este fenômeno ocorra de forma mais evidente nas grandes cidades, já se verifica suas conseqüências em nível global.

Protocolo de Quioto- Este protocolo é um acordo internacional que visa a redução da emissão dos poluentes que aumentam o efeito estufa no planeta. Entrou em vigor em 16 fevereiro de 2005. O principal objetivo é que ocorra a diminuição da temperatura global nos próximos anos. Infelizmente os Estados Unidos, país que mais emite poluentes no mundo, não aceitou o acordo, pois afirmou que ele prejudicaria o desenvolvimento industrial do país.

Esse dado da ONU, deveria ser motivo de vergonha para todas as nações. Pois conclui que a culpa é do homem. Caindo por terra de que seria um ciclo natural do planeta. " A Crise agora é de consciência."

Save this planet

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

RELAÇÕES INTERNACIONAIS


Para estudar...

RBPI- Revista Brasileira de Política Internacional

RBPI foi fundada no Rio de Janeiro em 1958, na era das iniciativas diplomáticas do Governo Juscelino Kubitschek, como a Operação Panamericana e a integração latino-americana. A Revista assistiu e participou intelectualmente do lançamento da denominada Política Externa Independente, assumindo desde logo um papel de relevo na cultura política e acadêmica do Brasil. Transferida para Brasília em 1993, a RBPI continua a desempenhar o papel de instrumento privilegiado para o estudo de temas de diplomacia brasileira e de relações internacionais, constituindo uma memória escrita sobre a política externa brasileira e uma fonte de referência fundamental para toda e qualquer pesquisa sobre as relações internacionais contemporâneas e sobre a inserção internacional do Brasil nas últimas quatro décadas. Dedicado à publicação de estudos sobre relações internacionais contemporâneas e sobre a política exterior do Brasil. A RBPI não tem vínculo a qualquer entidade governamental nem se filia a organizações ou movimentos partidários.
fonte: IBRI
Vou postar análises de artigos da revista; aguardem!!!

Bienal do Livro


13 a 23 de Setembro
Riocentro - RJ
O tema da Bienal esse ano é a China.
Rodas de debates, palestras, cafezinhos e livros, muitos livros...
você ainda encontra vários livros em promoção!!!
ummmmm ...eu vou!!! I love books!

quarta-feira, 19 de setembro de 2007



... que soninho, 6 da manhã... sniff

DUBAI

Recebi essa foto de um cliente meu, que importa de Dubai.

RELAÇÕES INTERNACIONAIS


SOCIOLOGIA
Conceito
O Próprio nome já diz; é o estudo do índividuo dentro da Sociedade.
É uma ciência que estuda o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam o indivíduo em associações, grupos e instituições.
foto: Auguste Comte
História
A Sociologia é uma área de interesse recente, mas foi a primeira ciência social a se institucionalizar. Antes, portanto, da Ciência Política e da Antropologia.
O termo Sociologie foi criado por Auguste Comte*, que esperava unificar todos os estudos relativos ao homem — inclusive a História, a Psicologia e a Economia. Seu esquema sociológico era tipicamente Positivista*, (corrente que teve grande força no século XIX), e ele acreditava que toda a vida humana tinha atravessado as mesmas fases históricas distintas e que, se a pessoa pudesse compreender este progresso, poderia prescrever os remédios para os problemas de ordem social.
As transformações econômicas, políticas e culturais ocorridas no século XVIII com as Revoluções Industrial e Francesa, trouxeram muitos problemas. A Sociologia surge no século XIX como forma de entender esses problemas e explicá-los. No entanto, é necessário frisar, de forma muito clara, que a Sociologia é datada historicamente e que o seu surgimento está vinculado à consolidação do Capitalismo moderno*.

Não podendo esquecer outros nomes de filósofos e pensadores, que tiveram grande importância na sociologia como: Émile Durkheim, Karl Marx, Max Weber.
Entre os principais nomes do estágio inicial da sociologia norte-americana, podem ser citados: William I. Thomas, Robert E. Park, Martin Bulmer e Roscoe C. Hinkle.

*Augusto Comte- pai da Sociologia- Criou a filosofia positiva. Que segundo ele só a filosofia positiva é a mais importante para a prática e pode ser considerada a única base sólida da reorganização social.
*Capitalismo Moderno- dado pela Revolução industrial.

COMÉRCIO EXTERIOR


Vai acontecer...

A EXPOCARGO 2007
3 A 5 de outubro- Novo Hamburgo
-Porto Alegre-
Expositores: Agentes de Cargas e Armadores.
Pude ver a listagem, dos expositores (Agentes de Cargas e Armadores) e gostei muito!...
Nos vemos lá... e bons negócios!!!

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Foi incrível !!!

Relações Internacionais/ Sociologia






Aconteceu na casa França- Brasil, a exposição "Leonardo Da Vinci - A Exibição de um gênio". A exposição trouxe para o Brasil, primeiro SP e depois Rio, mais de 150 peças inspiradas na vida e obra do pintor, escultor, cientista, arquiteto, engenheiro e inventor italiano, considerado um dos maiores nomes da história do Renascimento e da humanidade. Os trabalhos foram concebidos em solo italiano, por um grupo de artesãos e especialistas europeus coordenados por Modesto Veccia, presidente da Anthropos Foundation e referência mundial na pesquisa do legado davinciano. Pois as obras originais existentes são restritas, e sofrem dura legislação. A Mostra está dividida em treze segmentos: "Estudos Anatômicos", "Arte da Guerra", "Máquinas civis", "Códices", "O pai da aviação", "Máquinas Hidráulicas e Aquáticas","Instrumentos Musicais e opticos", "Estudos sobre Física e Mecânica", "A arte da Renascença", "O Homem Vitruviano", "Desenhos da batalha de Anghiari", "Documentário" e "Vídeos em 2D e 3D sobre o Homem Vitruviano e a Última Ceia". Dentro da "Arte da Renascença" estão algumas de suas obras mais famosas como Monalisa e a Última Ceia, na qual é a obra que eu mais gosto.

Um pouco da vida de Leonardo... (1452-1519) Nascido num pequeno vilarejo próximo ao minicipio toscano de Vinci, Leonardo era filho ilegítimo de Piero da Vinci, um jovem notário e de Caterina. A mãe de Leonardo era provavelmente uma camponesa, embora seja sugerido, com poucas evidências, que ela era uma escrava judia oriunda do Oriente Médio, comprada por Piero. O próprio Leonardo da Vinci assinava seus trabalhos simplesmente como Leonardo ou Io Leonardo. A maioria das autoridades refere-se aos seus trabalhos como Leonardos e não da Vincis. Presume-se que ele não usou o nome do pai por causa do estado ilegítimo.

Num estudo realizado por Catherine Cox, em 1926, seu QI foi estimado em cerca de 180. Outras fontes mencionam 220.

Um verdadeiro gênio!






Críticas, elogios e sugestões serão sempre bem-vindas! Poste aqui!!!

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

...só não enxerga, quem não quer !!!


Achei que essa foto expressa bem a indignação de milhares de brasileiros, para o caso Renam Calheiros. Esse dispensa comentários! rs...

RELAÇÕES INTERNACIONAIS


Vai acontecer...
A IV Conferência Mundial para as Relações Internacionais, organizada pelo Centro Universitário da Bahia - FIB e Instituto Mundial para as Relações Internacionais - IR.WI será realizada no Centro de Convenções da Bahia na cidade de Salvador, nos dias 5 a 8 de novembro de 2007. A Conferência terá como tema principal o AQUECIMENTO GLOBAL, sendo aberta também para outros temas atuais das Relações Internacionais.
Aproveitando para agradecer ao meu amigo Vítor, que me enviou este convite.



sexta-feira, 14 de setembro de 2007

COMÉRCIO EXTERIOR

O que é Regulamento Aduaneiro?

Um conjunto de normas jurídicas que regula, por meio administrativo, as atividades de comércio exterior e as mercadorias, pessoas e veículos que entram e saem em seus diferentes regimes do território de um país.

Note link dos regimes:
http://www.regulamentoaduaneiro.com.br/demo/indice_artigo_por_assunto_letra_r.php

See you later...

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Relações Internacionais



Reunião do G5 ... rs
Adorei !!!

No que consiste as Relações Internacionais ???


RELAÇÕES INTERNACIONAIS
Por ser uma profissão "nova", não menos importante, é claro! As pessoas ainda se perdem quando o assunto é Relações Internacionais, não sabem exatamente do que se trata e para que serve. Só passa pela cabeça... que é algo relacionado a diplomacia. O que não deixa de ser verdadeiro; mas não é bem assim. Pois é um campo muito mais amplo.
Achei no meu amigo google uma ótima definição. Note logo abaixo.

As Relações Internacionais são uma ciência política dedicada ao estudo das relações entre Estados, sejam elas diplomáticas, comerciais, legislativas, etc. Difere-se da história, sociologia, economia, antropologia, filosofia e do direito, ainda que se valha de diversos conceitos e noções destes.
Um dos problemas básicos das Relações Internacionais, é o estudo da paz, diplomacia e guerra entre os Estados como um ator internacional, assim como o estudo de organizações internacionais , transnacionais e ONGs no Sistema Internacional. As linhas de pesquisa dividem-se basicamente em política externa, economia política, segurança internacional, legislação internacional, instituições internacionais e o processo de globalização.
Fonte: wikipedia

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Importações de Países Asiáticos

COMÉRCIO EXTERIOR

Com o impulso das importações dos países asiáticos as indústrias brasileiras podem se sentir lesadas por produtos oriundos da China por exemplo; por chegar em nosso território com valores bem mais baixos do que os praticados aqui. Essas indústrias podem se resguardar através das medidas antidumping, medidas compensatórias, e medidas salvaguarda; visando ter competitividade. Já as empresas importadoras por sua vez tendem a desconcentrar as importações de um único país.
Michelle Fernandes

Medidas Antidumping-
Tem como objetivo evitar que os produtores nacionais sejam prejudicados por importações realizadas a preços de dumping, prática esta considerada como desleal em termos de comércio em acordos internacionais.

Medidas Compensatórias-
Visam compensar uma das práticas mais onerosas e de distorção das trocas comercias: os subsídios. No comércio internacional, entende-se por subsídio todo benefício econômico concedido por um governo, suas autarquias e/ou suas empresas a produtores e/ou exportadores com o objetivo único de oferecer vantagens para torná-los artificialmente mais competitivos. Esse benefício econômico, configurado como subsídio, pode ser concedido direta (por meio de desembolso monetário) ou indiretamente (juros reduzidos, créditos, financiamentos abaixo do custo etc.).

Medidas de Salvaguardas-
As medidas de salvaguarda são medidas de "urgência" aplicadas contra as importações de produtos determinados, independentemente de sua procedência, e que podem ser aplicadas unicamente durante o período necessário para prevenir ou reparar o dano e facilitar o reajuste da indústria nacional. (Medidas- fonte:MDIC)

Mercosul


RELAÇÕES INTERNACIONAIS

E a entrada da Venezuela no Mercosul. Que complicações pode trazer?
A Venezuela aderiu ao Mercosul em maio de 2006, em uma solenidade na cidade de Caracas e terá 4 anos para adequação ao bloco.
A questão da Venezuela é importante. Por um lado, faz todo o sentido que a economia venezuelana faça parte do Mercosul, que integre essa comunidade sul-americana, mas por outro, o Governo venezuelano está hoje longe de ser um Governo que respeita os direitos humanos, a democracia, etc. Apesar de ter sido eleito democraticamente. Então isso cria problemas, porque a agenda do presidente venezuelano é uma agenda de confronto. Confronto com os EUA, com o uso de uma política radical. E isso cria um problema para os outros países da região. Também não é positivo para a Comunidade Andina, de que a Venezuela já é membro. A Venezuela indo para o Mercosul vai enfraquecer a posição dessa comunidade e isso também cria um problema para a região.E na relação com a União Europeia?Para a União Europeia ainda não é um grande problema porque a Venezuela ainda não está plenamente integrada do ponto de vista económico, mas é claro que na hora de ter que acertar um acordo o parlamento da Venezuela vai ter de se pronunciar. Então Caracas vai ter quase um direito de veto sobre um possível acordo entre União Europeia e Mercosul. E o problema é que a estratégia diferenciada da Venezuela pode não ser compatível com a agenda comercial do Brasil e da Argentina.
Apesar da entrada da economia venezuelana no Mercosul fazer sentido, a agenda de confronto do Presidente Hugo Chávez pode criar problemas para os restantes países do grupo, defende o professor Alfredo Valladão. Um problema que não se estende, por enquanto, à negociação de um possível acordo comercial com a União Europeia, atualmente paralisado.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Críticas, elogios e sugestões serão sempre bem-vindas! Poste aqui!!!

Nova Regulamentação de Exportações para o México

COMÉRCIO EXTERIOR
















De acordo com as Autoridades Alfandegárias do México, passa a entrar em rigor no próximo dia 1º de Setembro, a regra das 24 horas para exportações destinadas ao México. A regra das 24 horas é similar a regra de segurança já aplicada nas exportações para Estados Unidos e Canadá.

A nova regulamentação requer que as transportadoras marítimas enviem 24 horas antes do carregamento no navio, todas as informações pertinentes relativas à mercadorias com destino à Portos Mexicanos declaradas no manifesto de carga.

A informação será enviada para a Alfândega Mexicana através de transmissão eletrônica e o exportador é responsável por fornecer as seguintes informações:

- Nome e endereço completo do exportador, consignatário e notify, de acordo com o conhecimento de embarque;
- Total de mercadorias e unidade de medida (para mercadorias transportadas em containers, o total e a unidade de medida deve ser especificada para cada container);
- Peso Bruto ou volume da mercadoria (para mercadoria transportada em container, o peso bruto ou volume deve ser especificada para cada container);- Descrição da mercadoria, evitar "descrições gerais" que não permitem identificação própria da natureza da mercadoria (ex: "general cargo", "dry cargo", "chemicals", "perishable items, etc.);
- Número, quantidade e dimensões de containers;
- Numero do lacre para cada container;
- Tipo de serviço contratado;
- No caso de carga perigosa deve se deixar claro a classe (IMO class), Numero das Nações Unidas (UN Nr) e o telefone de contato no caso de emergência.



Fonte: Ocean Anchor



COMÉRCIO EXTERIOR

Engraçado...
Ouvi uma notícia na tv; na qual a associação das indústrias estava convocando vários empresários para um encontro onde iriam discutir a "invasão chinesa" a grande entrada de produtos chineses no Brasil, e os problemas que isso está causando no mercado brasileiro. Enfim... ao término da reunião, os participantes receberam brindes.... adivinha de onde??? rs
Made in china

COMÉRCIO EXTERIOR

Dica de livro:
Tema: Transportes Internacionais
TRANSPORTES, UNITIZAÇÃO E SEGUROS INTERNACIONAIS
Samir Keedi - Ed. Aduaneiras
Vale a pena... pois ele aborda o tema com riqueza de detalhes. Fala sobre todos os modais e explica muito bem sobre os inconterms e sua importância no mercado de trabalho.

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

III IBERAM - Encontro Iberoamericano de RI

Está acontecendo...

III Encontro Iberoamericano de Relaçoes Internacionais (IBERAM)5 a 8 de Setembro de 2007 Buenos Aires - Argentina

Relações Internacionais

O QUE FAZ UM INTERNACIONALISTA ???

*Coordenar missões empresariais ao exterior; * identificar e analisar potencialidades em países para fomentar* oportunidades de negócios internacionais; * elaborar, executar e avaliar projetos internacionais de cooperação técnica; * participar na execução e coordenação de programas de desenvolvimento mantidos por instituições e organismos internacionais; * assessorar atividades políticas, econômicas e administrativas em acordos regionais de que o Brasil participa; * analisar contratos, convênios, projetos e programas internacionais; * atuar na área acadêmica, seja no ensino ou na pesquisa; seguir a carreira diplomática; * assessorar os diversos escalões públicos em projetos, programas e atividades internacionais; * representar entidades brasileiras em organismos internacionais; *trabalhos com ONGS ...ou REVOLUÇÃO...rs... leia Trotski.

Fonte: postado em uma comunidade

Seminário Bilateral de Comércio Exterior

Irei sempre postar para os meus amigos, a agenda dos Seminários de Comércio Exterior, que sempre acontecem na FCCE ( Federação das Câmaras de Comércio Exterior) que se situa dentro da CNC (Câmara Nacional de Comércio). O Horário é sempre o mesmo. Sempre às 14:00h. E o próximo país será Moçambique. Aguardem!

Aproveitando para agradecer ao presidente da FCCE o Sr. Souza Lima e ao diretor e meu amigo querido Marcio Fortes, pela atenção despendida.

A ESTRUTURA DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO

A ESTRUTURA DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO
A estrutura do comércio exterior; primeiramente se divide no seguintes ministérios:
· Ministério da Fazenda (MF)
· Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio Exterior ( MDIC)
· Ministério das Relações Exteriores (MRE)
MINISTÉRIO DA FAZENDA (MF)
· Secretária da Receita Federal (SRF)
Responsável pelo controle aduaneiro e coordenação geral administrativa.
· Banco Central do Brasil (BACEN)
Responsável pelo controle cambial.

Secretária da Receita Federal ( SRF)
· COANA- Coordenação Geral do Sistema Aduaneiro
· CORAT- Coordenação Geral do Sistema Tributário
· COFIS -Coordenação Geral de Fiscalização
· COSAR- Coordenação Geral de Arrecadação
· COTEC- Coordenação Geral do Sistema de Informática
· Siscomex
Sistema Integrado de Comércio Exterior
Tem por função: Integrar a astividades de registros, acompanhamento, e controle das operações de comex mediante um fluxo único computadorizado.
Banco Central do Brasil (BACEN)
· Sisbacen
Sistema informatizado e integrado do Banco Central
Tem por função: Fazer a ligação do sistema monetário.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA E DO COMÉRCIO (MDIC)
· Secretária de Comércio Exterior (SECEX)
Responsável pelo controle comercial
· Câmara de Comércio Exterior (CAMEX)
Responsável pela formulação de políticas.

Secex
· DEINT- Departamento de Negociações Internacionais
Principal função: Acompanhar os tratados e acordos comerciais internacionais, os quais o Brasil faz parte.
· DECEX- Departamento de Operações de Comércio Exterior
Desenvolver, executar e acompanhar políticas e programas de operacionalização do comércio exterior e estabelecer normas e procedimentos necessários à sua implementação.
· DECOM- Departamento de Defesa Comercial
As principais atribuições: Desenvolvem-se em três vertentes básicas: investigação sobre as práticas desleais de comércio internacional; apoio ao exportador; e negociações internacionais, no tocante às suas atribuições próprias. Cuida das medidas: Salvaguarda, Medidas Compensátorias e Antidumping.
· DEPLA- Departamento do Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior
É o orgão responsável pela divulgação da balança comercial sua avaliação e seus comentários.
· DEPOC- Departamento de Políticas de Comércio Exterior
É possibilitar a discussão entre o governo federal e os representantes da iniciativa a
de rumos da política de comércio exterior.

Deint
· CGOI- Grupo de Operação Interligada
CORIN - COORG
· CGIR- Coordenação Geral de Integração
CORED - COINC
· CGOR- Coordenadora Geral de Regimes de Origem
COTEC - COAGR
· CGAC- Coordenação Geral de Negociações de Acordos Comerciais
CONAI – COAAC

Decom
· CGAN- Coordenação Geral de Apoio ao Exportador
· CGAP- Coordenação Geral de Produtos Agropecuários
· CGIN- Coordenação Geral de Produtos Intermediários
· CGMA- Coordenação Geral de Produtos Acabados
Depla
· CGET- Coordenação Geral de Estatística
· CGDE- Coordenação Geral de Desenvolvimento de Programas de Apoio às Exportações
· CGPE- Coordenação Geral de Produção Estatística
· CGLP- Coordenação Geral de Logística e Promoção de Exportação
ORGÃOS ANUENTES
São órgãos credenciados para auxiliar no controle comercial, quando, pela natureza do produto ou pela finalidade da operação, for necessária a análise especializada da operação. Cada anuente responsabiliza-se, dentro da sua área de atuação, por atestar o cumprimento das condições para fins de licenciamento da operação.
Seguem alguns:
· BC
· CNEN
· IBAMA
· MS- ANVISA
· DPF
· MINISTÉRIO DECEX
· DA CULTURA
· ANP ...
My World...

7 OEST EXPORT
Encontro Internacional de Comércio Exterior e Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro
Dias: 12, 13, 14 e 15 de Setembro
Local: Miécimo da Silva - Campo Grande-RJ